Ads Top


Leia ao som de:
Linkin Park - New Divide


Não é birra, nem frescura e muito menos loucura. Te deixar, é só um passo a mais em direção ao recomeço. Ao meu recomeço.


O que passou me fez aprender tanta, mas tanta coisa que hoje eu sei dar mais valor a mim mesma, a ter em minha vida somente aquilo que me faz bem, a seguir em frente sem olhar pra trás, sem olhar pra você.

Meu coração não te pertence mais. E é meio triste admitir isso, pois pensei que iriamos durar muito mais tempo. Mas não. Aqui estamos nós, diante dessa situação.

Eu tentei. Juro que tentei. Eu me despi de todas as opiniões alheias que insistiam em me dizer que você não prestava, que você não era o cara que eu pensava.


Eu tentei fazer de tudo pra fazer dar certo e acabei esquecendo que quando é pra dar certo, as coisas simplesmente fluem. Claro que é preciso um pouco de esforço pra manter "a coisa toda" funcionando, mas não é preciso "se matar" pra fazer dar certo. Não é preciso sacrificar quem você é pra se moldar ao que o outro quer.

As coisas simplesmente não funcionam dessa maneira. O problema é que eu demorei demais pra perceber isso.

E no meio de toda a confusão que nos tornamos, parecia que meu mundo estava desabando. Mas não, não estava. É que eu comecei a perceber que tudo estava errado.



Nós não éramos "nós" de fato. Éramos meramente "eu e você". Não tínhamos sincronia, não conseguíamos “suprir” um ao outro sentimentalmente. Parecia que sempre faltava algo. E faltava mesmo. Faltava cumplicidade, confiança – que se perdeu em meio as suas crises infantis de ciúmes – e o principal, da sua parte: amor de verdade.

Ainda lembro quando você disse, pela primeira vez, que me amava. Hoje, eu sei que não passaram de palavras vazias, que você fazia questão de repetir quase todos os dias, querendo me convencer que não era mentira. Mas lá no fundo, eu já sentia.

Dizem que uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade. E eu acabei acreditando nessa mentira que tanto me fez sofrer, que era o teu amor.

Portanto, te deixar não é loucura, é só uma prova de que minha sanidade mental foi preservada. E eu não ligo se tô jogando nossos dias juntos fora. Se for pra ter novos dias, meses e anos sorrindo, nem quero lembrar os que chorei quando estava ao seu lado. Tô recomeçando e tô jogando fora tudo o que é descartável, inclusive esse teu amor barato.





- Allison Christian Freitas

Para me seguir no facebookclique aqui






© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS AO AUTOR DO TEXTO
Tecnologia do Blogger.