Ads Top


Leia ao som de:
LIFEHOUSE - COME BACK DOWN



Moça, cê sabe que, vez em quando, eu ainda penso na gente, né? Acredito que você saiba. Até porque você ainda pensa também. Sei que pensa – embora eu afirme isso com a convicção de alguém que não tem certeza sobre, mas bem que queria ter. Acho que não é tão fácil assim, pra ninguém, jogar tantos anos fora.



Moça, eu ainda penso em você com carinho, mas você sabe que eu não admito. Pelo menos não pessoalmente. Não tem como. 

É que depois de tudo o que vivemos, tornou-se difícil te olhar nos olhos e lembrar de cada detalhe da nossa história. Olhar pra você, agora dói. 

E pensar que, antes, teu olhar era a cura para todas as minhas dores.

Ah, moça, o que foi que aconteceu com a gente? Ainda guardo aquele teu “para sempre” aqui no meu peito. Mas não no peito mesmo, não no coração, mas aqui no bolso dessa minha camisa velha. Aquela que eu tava usando quando te abracei numa virada de ano. 

Era teu o primeiro abraço de todos os anos. Moça, cê nem me abraçou esse ano. Espero que tenha sentido a mesma saudade e o mesmo vazio que eu senti, porque tudo que eu queria era te ter aqui.


Sabe, eu gostava de ser teu melhor amigo, o teu “lindo”. E, moça, ainda é um pouco estranho não receber teu “bom dia, lindo” no celular. Ainda não me acostumei em ficar sem teu “boa noite” ao deitar. Quando o celular toca, ainda tenho aquele resquício de esperança de que teu número apareça na tela. Nem sei por que, mas ainda sinto isso. 

Embora já tenha aceitado que acabou, que ficar sem você não é o fim do mundo e tudo o mais, acho que meu coração ainda não deixou, realmente, tudo pra trás.

Moça, se você estiver lendo isso, só espero que entenda uma coisa: não estou pedindo pra tentarmos mais uma vez. É que mesmo eu tendo desistido, o meu coração é quem continua me lembrando de tudo isso e insistindo em algo que, provavelmente, nem vale mais a pena.




- Allison Christian Freitas

Para me seguir no facebookclique aqui






© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS AO AUTOR DO TEXTO
Tecnologia do Blogger.