Ads Top


Leia ao som de:
ADAM LEVINE - LOST STARS


Sinto saudade do que foi e do que nunca será. Sinto saudade das quartas-feiras cinzas, que você coloria pra mim com esse teu olhar. 


Sinto saudade dos vários beijos que te dei, dos carinhos e suspiros que te arranquei. Do último abraço ao nos despedirmos, do último olhar ao nos separar. Sinto saudade do que foi e do que nunca será.

Sinto saudade dos teus dedos entrelaçados aos meus, do gosto da tua pele, dos vários cheiros do teu cabelo, dos teus vários perfumes; daquele que eu te dei principalmente. Cê lembra? Aquele era teu cheiro de verdade. Ah, e eu sinto saudade.


Sinto saudade daquela casa na praia tranquila que a gente disse que ia comprar um dia. Sinto saudade dos nossos dois filhos, do cachorro e do videogame. É, nós íamos jogar em família.

Cê lembra?

Sinto saudade da nossa casa no campo, que iriamos economizar durante o casamento pra comprarmos quando estivéssemos velhinhos, fadados ao esquecimento.


Sinto saudade de ver nossos filhos formados, trabalhando e com lindas famílias. Sinto saudade de partir junto com você, vendo o pôr do sol de mãos dadas, dedos entrelaçados e corações ligados.


Sinto saudade do que foi e do que nunca será. Sinto saudade de te amar.




- Allison Christian Freitas

Para me seguir no facebookclique aqui





© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS AO AUTOR DO TEXTO
Tecnologia do Blogger.